Cansados De Cartões, Empresários Buscam Outras Maneiras De Networking

31 May 2018 12:35
Tags

Back to list of posts

Cansados do isolamento de trabalhar sozinhos em moradia, de trocar diversos cartões de visita em feiras e eventos que geram poucos negócios ou com objetivos de internacionalizar a rede de contatos, empreendedores estão procurando algumas maneiras de fazer networking. Vale agregar um grupo de inexplorados para um dia de trabalho e troca de experiências em moradia, pagar para virar sócio de um clube limitado e que promete fomentar negócios ou utilizar uma plataforma tesoura especializada no agendamento de reuniões internacionais. Toda forma de encontro é válida, podes ser um café, um boteco, ou uma rede social.O desafio é plataforma lança telescópica atingir juntar o lazer que o evento fornece com a objetividade necessária para a realização de negócios, alega Ana Carolina de Oliveira, gerente do Sebrae-SP. P2250112-vi.jpg O dono de uma pequena empresa, diversas vezes, é um solitário. Não tem um grupo de diretores, gerentes e trainees com contatos e algumas ideias. Assim é fundamental sempre ampliar o círculo de relações, diz José Sarkis Arakelian, professor de estratégia da Faap. Numa sala de estar, oito pessoas sentadas em pufs, cadeiras e sofá repetem um exercício pra elevar a energia: respirar fundo erguendo os braços pra cima e expirar com força, deixando eles cairem ao lado do corpo.Responsabilidade civil geral5 Retrô / VintageAutodesk 3ds MaxVersão Mini Arco-ÍrisApós 3 rodadas de vinte respirações, todos estão prontos para começar o serviço. Mas antes precisam revelar quais são suas metas para os próximos 45 minutos, seja limpar a caixa de e-mails, seja publicar uma proposta pra um cliente ou um relatório. Todos vão pra seus postos numa das mesas próximas a harpa no fundo da sala e trabalham em silêncio até a próxima pausa de quinze minutos.Começa nova atividade -no caso, uma explanação da DJ Thaysa Azevedo sobre fabricação de suas playlists -e há uma prestação de contas com o grupo a respeito do que cada um conseguiu fornecer. Os encontros são marcados pelo Facebook e as vagas nas casas preenchidas por ordem de confirmação de presença. No grupo paulistano há 375 membros. Max Nolan, 38, fundador da agência de branding (gestão de marcas) Dervish e responsável por trazer o movimento pra São Paulo, marca os ciclos de 45 e quinze minutos repetidos durante todo o dia e conduz as atividades.Ele conta que há 6 meses trabalha em home-office e, desde deste jeito, passou a constatar falta de mais interação. Cansado de trocar cartões em feiras e eventos para achar clientes pra tua agência de marketing e ter resultados desconsoladores, o empresário Maurício Cardoso, 41, decidiu fazer dessa contrariedade um negócio. Ele abriu em 2014 no Rio de Janeiro o Clube do Networking, em que são efetuados cafés da manhã pra grupos de até 25 empresários. Os encontros semanais, que irão das 9h às doze horas, e reúnem até 25 pessoas. As turmas não podem ter empresários concorrentes.O clube possui cronograma de discussões e atividades para cada encontro, que buscam explicar o que é networking, fomentar negócios entre os contatos dos membros e oferecer a troca de boas práticas de gestão, explica Cardoso. Ele reconhece que o tempo de convivência dos empresários no clube permite a constituição de vínculos, o desenvolvimento de confiança e a realização de negócios entre eles e assim como indicações de serviços pra conhecidos de quem está no grupo. A ideia é uma prosperidade do que ocorre no mundo empresarial de modo informal há muito tempo, segundo avaliação de José Sarkis Arakelian, professor da Faap.É comum que um grupo de empresários combinem uma pizza semanal em que qualquer um leva um companheiro pra, e também se divertir, ter ideias de negócios. Fábio Tauk, quarenta e um, usou o clube para ajudar na sua mudança de executivo em grandes corporações para empresário. P2250123-vi.jpg Ele está lançando por esse semestre a Sky Vídeo Brasil, de filmagens aéreas a partir de drones.Como não tinha contato com vários empresários, buscou o clube. Dali, surgiram indicações pros serviços que precisaria no início da companhia, como advogados, agência de marketing. Assim como encontrou serviço para serviço de reforma na sua moradia. No tempo em que ele contratou Mariana Simões, 31, foi para o clube pra localizar consumidores pra tua agência de marketing digital Movementes, conta. Sócia do clube desde sua primeira turma, ela participa na atualidade de seu quarto ciclo de reuniões.Hoje, 20% do faturamento de tua corporação, com 9 anos de mercado, vem de indicações pelo clube, trinta e cinco até sem demora (ela não revela o valor total da receita). Empreendedores que irão ir alguns dias fora do Brasil pra relaxar ou a serviço têm um website próprio pra agendar reuniões com empresários de outros países. Indico ler pouco mais sobre isso por intermédio do web site aluguel plataforma articulada. Trata-se de uma das melhores fontes sobre isto esse tópico pela internet. A plataforma Startuptravels foi lançada em 2014 e conta hoje com quatro.500 registrados de sessenta países. Segundo um de seus fundadores, o dinamarquês Anders Hasselstrøm, vinte e quatro, foram efetuados 600 reuniões em cinco meses de atividade da plataforma.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License